As doses serão entregues às prefeituras para começarem a imunizar os profissionais de educação

As primeiras doses da vacina contra Covid-19 destinadas ao professores vão começar a ser distribuídas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) aos municípios na manhã desta sexta-feira (23). Serão encaminhadas para as 78 cidades capixabas 4.813 doses do imunizante.

Segundo a Sesa, esse quantitativo faz parte dos 70% da reserva técnica das 70.400 doses da vacina enviadas pelo Ministério da Saúde, que serão recebidas pelo Estado na manhã desta sexta.

As doses serão encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria da Saúde (Sesa) para cadastramento. A previsão é de que o envio às regionais de saúde Norte, Sul e Central ocorra ainda pela manhã desta sexta-feira (23) e à tarde, será feita a distribuição aos municípios da Região Metropolitana.

O envio da listagem nominal desses profissionais foi realizada pela Secretaria da Educação (Sedu) e a vacinação desse grupo vai obedecer escalonamento por faixa etária e categoria de trabalhadores e classe, levando-se em consideração da maior idade até a menor idade.

"Será iniciado por professores e auxiliares que atuam em sala de aula das creches com crianças de 0 a 3 anos de idade, Pré-Escola, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio e Técnico com o seguinte ordenamento por faixa etária: 50 a 59 anos; 40 a 49 anos; 30 a 39 anos; 18 a 29 anos; posterior os demais trabalhadores da educação dos níveis educacionais também seguindo ordenamento por faixa etária", informa a Sesa.

Segundo a pasta, os municípios terão até final da manhã desta sexta-feira (23) para comunicar à Sesa sobre locais, horário e dia de vacinação para que as informações sejam passadas à Sedu.

O diretor administrativo do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes), Gean Carlos Nunes de Jesus, destacou que a vacinação desses profissionais tem sido uma cobrança feita pela entidade.

"Entendemos que é essencial a vacinação da população em geral, mas, enquanto sindicato, a gente cobra que os profissionais da educação estejam nessa lista de prioridade", afirmou.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem