A vítima José Mateus Casoti Marcelino

A Polícia Militar registrou uma ocorrência de homicídio no município de Marilândia. De acordo com as informações da PM, a vítima José Mateus Casoti Marcelino, 24 anos, morava com um casal na localidade de Alto Liberdade.

Uma das testemunhas, morador da casa, José Alencar, relatou à Polícia que no domingo (18), ao voltar pra casa percebeu que José Mateus não estava e ao perguntar a Tales este disse que o havia matado a golpes de machado e facão dentro de casa e que depois transportou o corpo até o mato em uma carriola enterrando em uma cova rasa.

Tales disse a Jose Alencar que para transportar o Corpo até a cova contou com a ajuda da companheira.

No sábado (17), à noite, segundo testemunhas, teria ocorrido uma discussão entre Tales e José Mateus sobre comida e limpeza da casa. Irritado Tales se apossou de uma machado e um facão golpeando a vítima até matá-la. Depois o criminoso e a esposa Cristiane tiraram o corpo de dentro de casa enterrando o mesmo no quintal numa cova rasa.

De acordo com as informações da PM a vítima José Mateus Casoti Marcelino, de 24 anos, morava em uma residência de uma propriedade particular da Senhora Sônia G., onde trabalhava com um casal, Tales e Cristiane, um filho dos dois de dois anos de idade, e mais três pessoas, em Alto Liberdade.

Cristiane que ajudou o marido a enterrar o corpo da vítima e que tem um filho de dois anos está grávida de dois meses do mesmo.

José Alencar relatou à PM que Tales e José Mateus viviam em atrito por causa de que um comia mais que o outro e deixar na pia vasilhas sujas.

Assim que foi preso Tales deu versões desencontradas para ter cometido o crime. Primeiro disse que a vítima tinha mexido com a mulher dele. Depois afirmou que José Mateus havia batido no filho dele de 2 anos. O autor do crime, de acordo com uma testemunha, seria usuário de drogas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem